25 março 2017

Adesivos Udi - Grudi Lidice (Anos 80 ou Anos 90?)






Realmente tem coisas que fizeram parte da nossa infância que caem no limbo do esquecimento por muita gente: o caso dos adesivos Udi - Grudi é um deles.

Criado nos ano 80 (ou seria nos anos 90) os adesivos plásticos em PVC podiam ser colados e descolados formando cenários nas paredes, porém não eram em qualquer parede tinham que ser lisas, assim como em vidros onde eles eram mais facilmente fixados. Aqui em casa eu fixava no vidro, mas eles caiam por conta do mesmo ser ondulado. Os adesivos poderiam ser retirado e colocados em outros lugares pela criança facilmente.

O único kit que eu tive desses adesivos é o de fazenda, mas na época haviam outros modelos. Pesquisando aqui achei um anuncio vendendo o kit do Fofão e do Zoológico, só que foi desativado e não tem mais nenhuma imagem deles. A única imagem do produto é desse dos Trapalhões, vinda de um acervo de um fã do seriado:


O produto era uma vaga lembrança latente na minha memória em que durante a semana passada voltou e durante algumas pesquisas trago de volta a vocês, infelizmente com poucas informações a não ser um texto. Talvez esperemos que algum nostálgico disponibilize mais informações.

19 março 2017

Páscoa 2017: Lacta - Poucas Licenças



A Lacta fica sempre sendo a última no quesito divulgação de produtos de páscoa. No caso desta ela vem bem modesta em licenciamento de ovos com brindes: Barbie, Ever After High, Hot Wheels e Batman:






É o que estava conversando com o pessoal da página do Facebook na última publicação: a páscoa desse ano está muito pouco atrativa comparada a do ano passado. Pelo menos muita gente vai economizar esse ano (aqueles que não tem crianças é claro).

13 março 2017

O Beijo Gay da Disney e o Monopólio da Problematização.


Olá amigos: hoje vou dissertar sobre um assunto muito comentado na semana passada, o beijo gay no desenho da Disney vs Silas Malafaia.

Existe um desenho chamado Star vs as Forças do Mal que é exibido no canal a cabo Disney XD, que exibem produções próprias meio que diferenciadas das animações Disney tradicionais. O que aconteceu foi o seguinte: um episódio desse desenho exibiu uma cena onde aparece um casal de homens se beijando:


Isso gerou uma repercussão por aqui vinda do pastor Silas Malafaia que pediu que seus fieis boicotassem a Disney:


Isso gerou um furdúncio entre muita gente, todos foram contra o pastor. Mas será que eles está errado em fazer isso? Bom, se observarmos atualmente estamos vivendo uma guerra cultural de ideologias e nós ficamos no meio do fogo cruzado disso tudo. Não acho que o Malafaia esteja errado em dar a opinião dele e alertar os seguidores dele, ninguém é obrigado a seguir o que ele prega. Ele é um líder religioso, tem seu público por mais que errado ou certo ele esteja em diversas situações.

Não é de hoje que líderes religiosos fazem isso, mesmo quando as animações ou coisas que as crianças gostam não eram cercadas de um escopo ideológico disfarçado assim mesmo eram discriminadas por essas pessoas, por diversos motivos.

O que hoje vemos é que essas mesmas pessoas que criticam o pastor muitas vezes agem de forma parecida, querendo censurar, usando o termo blasé, problematizar desenhos e quadrinhos:


Hoje em dia vivemos na era do mimimi, do vitimismo. Talvez pior que a era dos pastores televisivos como Malafaia, onde qualquer coisa vinda de qualquer mídia, inclusive a clássica é motivo para censura e cuidado para não ofender as ditas "minorias".


Nenhuma minoria deveria mandar no que deve ou não ter num desenho, filme, série ou qualquer obra de entretenimento. Isso é limitar a capacidade criativa do autor, Malafaia é o que menos prejudica nessa história. Pior é ver Justiceiro Sociais criarem polêmicas por aí na internet prejudicando e tumultuando a indústria do entretenimento. Pior ainda é ver grandes companhias que produzem esse material seguindo a cartilha dessa gente e acabando quebrando a cara como no caso da Marvel ano passado.



Toda essa perseguição contra ele não passa de uma censura hipócrita de gente na qual grande parte não vai com a cara dele. Quando ele fez esse vídeo fez no canal dele para o público dele, assim como muitos militantes fazem seus artigos problematizadores em diversos sites de entretenimento com o pretexto de ser algo sério e preocupante. O pensamento de esquerda é tão paranoico quanto os religiosos televisivos nesse ponto.

Quanto ao dito beijo gay pelo que eu vi no desenho não acrescenta nada nem diminui nada a cena. E somente é durante um momento da animação que poderia ser bem editado. O dito beijo foi só uma maneira de polemizar, nada mais que isso. Quando muito só vai abrir discussão sobre o tema entre as crianças e seus pais, sendo que muitas nem vão entender do que se trata realmente (e os pais não vão se sentir a vontade pra lidar com esse tema), mas se elas visse a mesma cena na rua teria o mesmo efeito. É somente criar tempestade num copo de água, criaram um acontecimento sem necessidade pra que um grupo pudesse aplaudir.


12 março 2017

Bob's Fun & Art Março 2017 - Sherk



Olá amiguinhos: o Bob's não lançou ainda nas redes sociais, mas já estão disponíveis os novos brindes do lanche Fun & Art, o antigo Tri Kids da empresa. Os brindes são toyarts dos personagens da série de filmes Sherk: Sherk, Fiona, Burro, Dragão e Gato de Botas estão em Toyarts com presilhas para se pendurar na mochila:


O lanche custa 18,50, se você preferir pode comprar somente o brinquedo por 9,50.

08 março 2017

Fui Assaltado Pela Primeira Vez e o Medo






Fui assaltado pela primeira vez na última sexta feira. Felizmente não me aconteceu nada: me abordaram e levaram somente meu celular. Até perguntaram se eu tinha mais alguma coisa, mas quando mostrei minha carteira velha desanimaram e foram embora. Foi a reação que eu tive quando vi o bandido puxar a arma.

Saí dali com pressa, fui pra casa e contei a minha esposa. Somente isso, mas aí passado isso tudo ainda sinto um pouco dos efeitos do assalto. Como fui assaltado de moto e ouvia vários relatos de pessoas conhecidas que foram assaltadas da maneira como fui assaltado, tempos atrás fiquei mais alerta a isso. Como eu não costumo ostentar nada que chame atenção (ainda mais agora, nesses tempos de trevas) nem me importava. Também nunca andei com celular falando na rua, ia pra algum lugar tipo Shopping, drogaria, lanchonete...

Porém agora vejo que o perigo é real e todos estamos suscetíveis a isso. Ainda mais por aqui que sempre foi um lugar tranquilo, ainda me surpreende ser assaltado na esquina da rua onde brinquei quando pequeno.Também hoje os tempos são outros, nem vemos mais crianças a brincar na minha rua, muitos se mudaram e os que ficaram preferem ficar em suas casas.

Meu medo sempre foi a consequência que um assalto poderia me dar, síndrome do pânico por exemplo. Até mesmo um colega que passou por isso ficou dias sem sair de casa. Era uma sensação que eu temia pra mim, ainda mais agora neste momento que eu vivo.

Vejo que todo meu esforço pra descrição me poupou até agora, mas o dia iria chegar. Como tudo desse tipo na vida sem importar com o momento que você está.

Sinto falta do meu celular, estavam coisas importantes (como uma conversa com um cara que iria comprar um dos meus produtos do meu bazar). Não é só a perda material, foi a perda de uma negociação e transtorno para tentar recuperar o número junto a operadora, que por conta da burocracia da ura eu desisti.

O assalto teve uma perda, mas eu acredito que poderia ter sido pior se fosse outra situação que estivesse vivendo.

28 fevereiro 2017

Ovos de Páscoa 2017: O Que Vem Por Aí



Ainda estamos no carnaval, mas as empresas de chocolate já estão se preparando para apresentar novos produtos na páscoa desse ano. Hoje vamos conhecer um pouco do que já foi divulgado por algumas dessas empresas.


Arcor.




Arcor retorna com o personagem Superman, que vem agora com um boneco do personagem, além da Tortuguita com seus brindes como lancheira, fone de ouvido e bonecos. A novidade fica por conta de um mini diorama lego do Tortuguita.












Kinder Ovo (Ferrero)


O Kinder ovo esse ano tem como novidade as novas coleções do Kinder na versão Maxi: Star Wars, Velox (Carrinhos para Meninos) e Fadas para as Meninas. Os Minions e My Little Pony retornam esse ano.






Village.


A Village volta com um sortimento mais interessante que nos outros anos, apesar de modesto. O destaque vai para Masha e o Urso que ganha um Kit temático com miniatura. Além de Scooby Doo, Show da Luna e Galinha Pintadinha.




Kopenhagen Cacau Show e Brasil Cacau.


A Kopenhagen aposta num brinde incomum um óculos de realidade virutal nos ovos Mickey e Minie:

A Cacau Show vem com brindes manjados como fones de ouvido, maletas... achei interessante a mini tabela de basquete para os meninos e o kit de pinceis de maquiagem para as meninas:







A Brasil Cacau não apostou em muita variedade em brindes e somente trás cofres personalizados do personagens do Cartoon Network.



Nestlé.


A empresa aposta na nostalgia ao trazer de volta o chocolate Surpresa (lembra aquele que vinha com cards de dinossauros?). Além desses temos Kit Kat com um fone bluetooth em formato de barra de chocolate, Homem Aranha e Princesas.



Top Cau / D'elicce.



A empresa campeã em licenciamentos esse ano retorna com exclusivos interessantes nas Lojas Americanas: Procurando Dory, Bob Espoja, DC Super Hero Girls, Frozen e um Ovo Playstation com um relógio em formato de controle:





A empresa ainda está com novidades que devem ser comercializadas em outros lugares como Mickey, Carros e Garfield:



Garoto.


A empresa vem fraca esse ano com apenas dois lançamentos: o ovo Minnie com uma Maleta e Vingadores com uma caneca dos personagens:



20 fevereiro 2017

Caso Marinha #9: Adquirente de Boa Fé



Pessoal mais uma vez estou aqui no blog para contar minha jornada jurídica o que me fez ficar uns tempos afastado daqui. No dia 10 desse mês eis que chega o mandado judicial para pedido de defesa, acabou que minha esposa não pode receber somente eu poderia ter feito, mas estava no trabalho. Então o Oficial de Justiça ordenou que eu fosse na vara onde ocorria o processo e fosse buscá-lo, marquei para o dia seguinte (sexta feira).

Chegando lá fui buscar o mandado e aproveitei para me informar sobre como conseguir apoio da justiça gratuita, que foi me recomendado por um funcionário da vara que somente o fizesse quando houvesse um mandado para tal, que foi confirmado por um conhecido meu que é advogado. Chegando lá um estagiário viu meu caso e escutou minha explicação e disse que era de fácil solução entraria com um recurso afirmando que sou adquirente de boa fé porque meu caso é similar a pessoas do INSS que recebem valores indevidamente e a União Federal vem cobrar esses valores.

Durante essa semana levei a documentação necessária ao local e estou aguardando a aprovação para que seja feita minha defesa, apesar de estar mais tranquilo quanto ao meu caso ainda fico apreensivo. Acredito que há muita chance de conseguir defesa gratuita para este.

Estou torcendo pra que dê tudo certo, me dispôs a apresentar a documentação que eles precisassem para minha defesa e falei que tinha uma carta da Marinha me requisitando o comparecimento para restabelecimento de pensão emitida um ano após ter trancado minha faculdade. Sabe, não quero dinheiro e nada deles só quero paz na consciência de que não fiz nada de errado. Somente lutei pelo que a situação me mostrou como um ato de injustiça.